"É um péssimo cozinheiro aquele que não pode lamber os próprios dedos" William Shakespeare

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Arroz Soltinho de duas águas.





Minha mãe tinha um jeito bem peculiar de fazer arroz, ela fazia em duas águas. Várias vezes achei que o arroz estava pronto, e ela sempre dizia: "está só na primeira água", eu não entendia, até que um dia prestei atenção, e nunca mais fiz arroz de outra forma. Infelizmente não sei se alguém a ensinou, ou se foi coisa dela mesmo. Bom, o que sei é que o "danado" fica gostoso e soltinho. No restaurante fazemos da mesma maneira, claro que em uma quantidade bem maior, mas você tendo uma medida (uma caneca ou um pote) padrão, não tem como errar. Vamos lá?!

Ingredientes:
1 xícara de arroz
1 xícara de água fervendo (a xícara você determina, mas deve ser a mesma do arroz)
1 dente de alho amassado
azeite
quantidade necessária de sal

Preparo:
Frite o alho no azeite até perfumar (já expliquei em postagens anteriores, que perfumar é quando o alho solta o cheiro, mas sem queimar), adicione o arroz e frite-o, mexendo sempre, quando o arroz estiver refogado, adicione a água (1 xícara somente), junte o sal (a dica que dou para o sal é a seguinte: quando provar o sal, a água deve estar levemente salgada, pois após secar esta primeira xícara de água, iremos adicionar mais uma).
Quando levantar fervura, abaixe o fogo, tampe a panela e espere secar. Desligue o fogo e esqueça o arroz.
Enquanto faz outras coisas, como temperar o feijão, preparar o acompanhamento, etc, deixe o arroz quietinho lá. Quando estiver finalizando, pegue mais 1 xícara de água, pode ser fria, adicione no arroz e ligue o fogo baixo, deixe a panela semi tampada e espere a água secar totalmente. O arroz dobra de volume e fica soltinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário