"É um péssimo cozinheiro aquele que não pode lamber os próprios dedos" William Shakespeare

terça-feira, 25 de setembro de 2012

CURSO NA CHOCOLÂNDIA

Venha participar de uma aula comigo na Chocolândia -
 Unidade Ipiranga.
"Culinária básica para noivas (os) e recém casadas (os)". 
Inscrições no Centro Culinário - Fone: (11) 2889 7676
Investimento: R$ 30,00 - Dia 03/10 das 18:30h às 20:30h.




quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Ajudando a ajudar!!!

...e que as grandes mudanças não ocorrem por grandes feitos
de alguns, e sim nas pequenas parcelas cotidianas
de todos nós!

Chico Xavier

domingo, 9 de setembro de 2012

Bolo de Chocolate e Nutella



Receita simples, rápida e deliciosa. Chocólatras de plantão...deliciem-se!

Ingredientes:
1 pote de iogurte natural (200gr)
1 copo americano de açúcar
1 copo americano de chocolate em pó
3 copos americano de farinha de trigo
1 copo americano de óleo (usei 3/4 de óleo e completei o restante com manteiga de garrafa)
3 ovos
1 colher de sopa de fermento em pó
1 pote de Nutella de 350gr para rechear e cobrir




Preparo:
Em uma tigela bata os ovos com o iogurte e o açúcar, adicione o óleo e bata bem.
Vá juntando a farinha e o chocolate em pó, por último coloque o fermento, misture mais um pouco.




Coloque em forma untada e enfarinhada e leve ao forno pré aquecido a 180graus por mais ou menos 40 minutos. Após este tempo, retire do forno e espere esfriar, desenforme e corte o bolo ao meio. Use meio pote de Nutella para rechear e a outra metade para cobrir. Sirva gelado.




Refogadinho de Camarão e Quiabo.


Adorei esta receita, mas fiz uma pequena mudança. Na receita original serve-se com cuscuz marroquino, eu optei pelo nosso bom e velho arroz branco. Ficou fantástico.

Ingredientes:
500gr. de camarão cinza médio limpo
300gr. de quiabo lavados
2 tomates sem pele e sem semente
1 cebola cortada em cubinhos
2 dentes de alho amassado
1/2 pimenta dedo de moça sem as sementes picadinha
coentro picadinho a gosto
azeite a gosto
sal
água quente 

Preparo:
Em uma frigideira ou grelha, coloque os quiabos inteiros regados com azeite, virando sempre. Grelhe por 5 minutos corte-os em pedaços e reserve.
Em uma panela coloque azeite, a cebola primeiro e depois o alho, deixe apenas soltar o "perfume" sem dourar, adicione o tomate e o quiabo, adicione o camarão e a pimenta e feche a panela, deixe por 3 minutos. Desligue, junte o sal e sirva com arroz branco.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Os dez mandamentos de um cozinheiro.



1) Manter as facas bem afiadas

O instrumento de trabalho mais básico é a faca. Todas devem estar bem afiadas e se ela não tiver um bom desempenho, a culpa não é dela mas sim de quem não a afiou bem, você!

2) Trabalhar com a melhor equipa que o chef contratou

Para ser um bom Chef, não é preciso trabalhar com os vinte melhores de todos. Mas uns três ou quatro basta. Nem sempre o mais popular é o melhor. 

3) Manter a sua equipa sempre em ordem

Desde da preparação até o final da mise-en-place, tudo necessita estar em ordem para que no meio do serviço não aconteça imprevistos. Uma equipa bem organizada ganha respeito há restante brigada da cozinha.

4) Fazer as compras com inteligência

Aproveita-se tudo, pois tudo que não é usado significa lucro em potencial sendo deitado no lixo. 

5) Temperar com gosto 

O sabor de cada ingrediente é realçado pelo tempero adequado. Ter conhecimento das peculiaridades dos sabores e adequá-los ao resultado final desejado requer precisão e uma prática interminável.

6) Saber dominar o calor do fogão

Um grande cozinheiro tem tal intimidade com o conhecimento das temperaturas que desenvolve um sexto sentido para o tempo exato de cozimento. Aprende-se o básico sobre o calor, em todas as suas formas.

7) Aprender novos métodos sobre o mundo da culinária

Provar várias variedades de pratos de cozinha sempre que possível. Conhecer outras receitas para se enriquecer a formação de um Chef. Aproveitar as folgas para conhecer outros restaurante ou hotéis, comprar livros ler e tentar mergulhar no mundo gastronômico.

8) Conhecer os clássicos

Não importa nossa especialidade, os pratos clássicos cobrir o espectro inteiro de técnica e de ingredientes suficientes para dominar uma boa cozinha. O fundamental sobre molhos, caldos e temperos esta nos clássicos. 

9) Aceitar críticas

A crítica é uma forma do público de dizer como melhorar os nossos impulsos criativos. Por vezes passamos dias e noites onde somos observados e criticados pelos nossos superiores. É muito importante aprender com estas críticas e também saber como criticar de maneira construtiva.

10) Deve-se ter um diário com as nossas receitas

Não nos podemos lembrar de tudo o que se cozinhou durante uma vida. Por isso deve existir um diário, ou um computador, e uma máquina fotográfica, assim ficará mais fácil reviver tais memórias gustativas.